Image
Image

EVENTOS

workshop pinheiro manso4 de Abril de 2013 | Observatório do Sobreiro e da Cortiça - Coruche

O pinheiro manso constitui, atualmente, uma das espécies florestais mais interessantes assumindo um papel preponderante na economia das explorações agroflorestais mediterrânicas, sendo uma das fileiras emergentes mais relevantes do sector produtivo primário.

O objetivo deste Workshop foi o de apresentar um dos resultados deste projeto, um Modelo Base da Conta de Cultura para o Pinheiro Manso (ContaPM 1.0), que consiste numa Folha Excel parametrizada com a conta de cultura do pinheiro manso.

Através de valores padrão para os custos e receitas associados à cultura do Pinheiro Manso, e através da definição de um modelo de gestão para a cultura, os produtores poderão simular/validar várias opções de gestão e identificar a rentabilidade de potenciais práticas/técnicas para diferentes períodos temporais, assim como qual o seu limiar de rentabilidade, reforçando a sua competitividade.

Complementarmente, foram também apresentados resultados de ID e de monitorização sobre produções/produtividade da pinha, no que constitui um importante contributo para a divulgação e sensibilização do Pinhal Manso.

Na Ação de Demonstração foram realizadas visitas a áreas com diferentes intervenções silvícolas em Povoamentos de Pinheiro Manso (plantação, desramação, desbaste e enxertias).

Projeto “PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DA FILEIRA DA PINHA/PINHÃO” uma iniciativa QREN, apoiada no âmbito do INALENTEJO, cujo investimento ascende a 113.660,47 euros, com cofinanciamento FEDER de 79.562,33 euros.

Programa AQUI

As apresentações do Workshop:

Isabel Carrasquinho - INIAV

Margarida Tomé - ISA

Mariana Ribeiro Telles - APFC

Nélia Aires - UNAC

Nuno Calado - UNAC

 

profs

20 Setembro de 2012 | Auditório Espaço Monsanto | Lisboa

Reflexão sobre o desenvolvimento da certificação florestal em Portugal, e debate sobre o papel da Certificação FSC na cadeia de valor das empresas e de que forma estas articulam uma Política Florestal Responsável com os seus compromissos.

Dia 20 de Setembro, no Auditório do Espaço Monsanto, em Lisboa.

Inscrições para: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Programa AQUI

pinhasUNAC ORGANIZOU SEMINÁRIO SOBRE A FILEIRA DA PINHA E DO PINHÃO

18 de Setembro de 2012 | 09H30 - 13H00 | Auditório da CM de Alcácer do Sal.

Seminário organizado pela UNAC - União da Floresta Mediterrânica fez a apresentação pública do Projeto "PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DA FILEIRA DA PINHA/PINHÃO".

O pinheiro manso constitui, atualmente, uma das espécies florestais mais interessantes assumindo um papel preponderante na economia das explorações agro-florestais mediterrânicas, sendo uma das fileiras emergentes mais relevantes do sector produtivo primário.
Com um mercado vocacionado principalmente para a exportação, a Fileira da Pinha/Pinhão pode assegurar um contributo efetivo para o reforço do valor económico dos espaços agro-florestais, e para a redução do risco de abandono e de desertificação territorial.
Não obstante todas as mais valias que já possui, assim como muitas potencialidades por desenvolver, esta cultura possui ainda vários constrangimentos ao seu desenvolvimento.

Foi para dar resposta a estas necessidades que a UNAC - União da Floresta Mediterrânica está a iniciar a execução do Projeto "PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DA FILEIRA DA PINHA/PINHÃO" uma iniciativa QREN, apoiada no âmbito do INALENTEJO, cujo investimento ascende a 113.660,47 euros, com cofinanciamento FEDER de 79.562,33 euros.

Promover a discussão e a reflexão sobre estes temas, assim como fazer a apresentação pública do referido Projeto foram os objetivos deste Seminário.

Para esclarecimentos contacte:
Nélia Aires | UNAC - União da Floresta Mediterrânica
T: 21 710 00 14

Apresentações:

Nélia Aires - UNAC
Nuno Calado - UNAC
Edmundo Sousa - INIAV
Luís Fontes - ISA
Pedro Silveira - ANSUB
Miguel Blanco - ASFOVA
João Soveral - ICNF

NOTAS PARA OS EDITORES - A UNAC – União da Floresta Mediterrânica representa os interesses dos produtores florestais do espaço mediterrânico português junto das instituições nacionais e europeias, através de uma estratégia de intervenção de cariz técnico-político. Acompanha e analisa todos os processos e iniciativas com relevância e interesse para os seus associados, como é o caso das políticas rurais, florestais, ambientais e fiscais. Através da UNAC, as organizações de produtores florestais do espaço mediterrânico definem posições comuns sobre temas estratégicos e transversais, desenvolvendo contributos e participações válidas, construtivas e tecnicamente fundamentadas. Tem uma área territorial de influência de dois milhões de hectares.

seminario aspetos criticos reforma PAC 2014 2020

UNAC, ANPC E ELO ORGANIZARAM SEMINÁRIO SOBRE A REFORMA DA PAC

21 de Maio de 2012 | Hotel Altis, Lisboa

Seminário reuniu especialistas internacionais e nacionais.

A UNAC - União da Floresta Mediterrânica, a ANPC - Associação Nacional de Proprietários e Produtores de Caça e a ELO - European Landowners' Organization organizaram um seminário sobre a reforma da PAC no passado dia 21 de Maio (Hotel Altis em Lisboa).

A aplicação da futura Política Agrícola Comum (PAC) vai provocar alterações profundas na agricultura europeia. As propostas apresentadas pela Comissão Europeia para o próximo período de programação da PAC, a decorrer entre 2014 e 2020, representam uma rutura com o passado com consequências cuja extensão é ainda de difícil perceção.

Das várias alterações previstas destaca-se, pelo impacto que podem ter em diversas fileiras agrícolas e em diversas regiões, o sistema de pagamentos diretos aos produtores sem referência histórica, o modelo de convergência entre Estados Membros e dentro do Estado Membro e o suplemento de "greening", destinado ao pagamento de bens públicos de caráter ambiental. Por outro lado, as propostas possuem também aspetos com resultados mais previsíveis de que se destaca a Parceria Europeia de Inovação para a Produtividade e Sustentabilidade Agrícolas.

A PAC pós-2013 vai ser o mais importante instrumento de apoio ao desenvolvimento da agricultura e da floresta Portuguesa, tanto a nível produtivo como a nível ambiental.

Estamos neste momento no timing certo para conhecer os desafios extraordinariamente complexos, quer ao nível da negociação quer ao nível da tomada de decisão, associados a este processo por todas as consequências que daí podem advir para o nosso sector.

Promover a discussão e a reflexão sobre o impacto das orientações da PAC pós-2013 nas explorações agroflorestais e nos territórios rurais foi o objetivo deste Seminário, no qual se destacou a presença de um dos maiores especialistas europeus nesta área, o Prof. Allan Buckwell.

Programa AQUI

Apresentações:

Allan Buckwell

Celmira Susana Sousa

© 2018 UNAC. All Rights Reserved. Powered By Agri-Ciência

Search