Image
Image

EVENTOS

seminario aspetos criticos reforma PAC 2014 2020

UNAC, ANPC E ELO ORGANIZARAM SEMINÁRIO SOBRE A REFORMA DA PAC

21 de Maio de 2012 | Hotel Altis, Lisboa

Seminário reuniu especialistas internacionais e nacionais.

A UNAC - União da Floresta Mediterrânica, a ANPC - Associação Nacional de Proprietários e Produtores de Caça e a ELO - European Landowners' Organization organizaram um seminário sobre a reforma da PAC no passado dia 21 de Maio (Hotel Altis em Lisboa).

A aplicação da futura Política Agrícola Comum (PAC) vai provocar alterações profundas na agricultura europeia. As propostas apresentadas pela Comissão Europeia para o próximo período de programação da PAC, a decorrer entre 2014 e 2020, representam uma rutura com o passado com consequências cuja extensão é ainda de difícil perceção.

Das várias alterações previstas destaca-se, pelo impacto que podem ter em diversas fileiras agrícolas e em diversas regiões, o sistema de pagamentos diretos aos produtores sem referência histórica, o modelo de convergência entre Estados Membros e dentro do Estado Membro e o suplemento de "greening", destinado ao pagamento de bens públicos de caráter ambiental. Por outro lado, as propostas possuem também aspetos com resultados mais previsíveis de que se destaca a Parceria Europeia de Inovação para a Produtividade e Sustentabilidade Agrícolas.

A PAC pós-2013 vai ser o mais importante instrumento de apoio ao desenvolvimento da agricultura e da floresta Portuguesa, tanto a nível produtivo como a nível ambiental.

Estamos neste momento no timing certo para conhecer os desafios extraordinariamente complexos, quer ao nível da negociação quer ao nível da tomada de decisão, associados a este processo por todas as consequências que daí podem advir para o nosso sector.

Promover a discussão e a reflexão sobre o impacto das orientações da PAC pós-2013 nas explorações agroflorestais e nos territórios rurais foi o objetivo deste Seminário, no qual se destacou a presença de um dos maiores especialistas europeus nesta área, o Prof. Allan Buckwell.

Programa AQUI

Apresentações:

Allan Buckwell

Celmira Susana Sousa

carbono

SIAG | Santarém | 28 de MARÇO 2012 | CNEMA - Sala 2

Com a conferência "Floresta Mediterrânica – abordagens inovadoras na gestão e nos mercados" a UNAC - União da Floresta Mediterrânica apresentou alguns exemplos de novas abordagens aos mercados florestais, ao investimento, à gestão, etc.

Sendo um sector considerado "tradicional" e pouco inovador, é importante desmistificar esse perceção e dar a conhecer iniciativas que visam introduzir e/ou iniciar processos de mudança junto da produção florestal, que visam alterar o "status quo".

As organizações filiadas na UNAC têm vindo a desenvolver atividades em áreas tão diversas como a promoção e integração de investimentos, a organização da oferta de matéria-prima, a criação de novos instrumentos de mercado, ou a exploração de novos produtos florestais, iniciativas que devem ser divulgadas.

Foi com esse intuito que a UNAC organizou no passado dia 28 de Março de 2012 a Conferência "Floresta Mediterrânica – abordagens inovadoras na gestão e nos mercados", no âmbito do SIAG.

Programa AQUI

Conclusões AQUI

Apresentações:

Nuno Calado - UNAC
Marta Ribeiro Telles - AFLOBEI
Pedro Silveira - ANSUB
Conceição Santos Silva - APFC

NOTAS PARA OS EDITORES - A UNAC – União da Floresta Mediterrânica representa os interesses dos produtores florestais do espaço mediterrânico português junto das instituições nacionais e europeias, através de uma estratégia de intervenção de cariz técnico-político. Acompanha e analisa todos os processos e iniciativas com relevância e interesse para os seus associados, como é o caso das políticas rurais, florestais, ambientais e fiscais. Através da UNAC, as organizações de produtores florestais do espaço mediterrânico definem posições comuns sobre temas estratégicos e transversais, desenvolvendo contributos e participações válidas, construtivas e tecnicamente fundamentadas. Tem uma área territorial de influência de dois milhões de hectares.

incendios

Decorreu em Lisboa no passado dia 18 de Março de 2011 no Hotel Tivoli Oriente, e contou com cerca de 140 participantes, entre produtores florestais, organizações de produtores florestais, empresas, organismos da administração pública, entre outros.

Permitiu a discussão e a reflexão sobre estratégias de gestão e de mitigação do risco florestal, assim como fazer a apresentação pública do Seguro de Incêndios Florestais, desenvolvido para os associados da UNAC.

Apresentações AQUI

NOTAS PARA OS EDITORES - A UNAC – União da Floresta Mediterrânica representa os interesses dos produtores florestais do espaço mediterrânico português junto das instituições nacionais e europeias, através de uma estratégia de intervenção de cariz técnico-político. Acompanha e analisa todos os processos e iniciativas com relevância e interesse para os seus associados, como é o caso das políticas rurais, florestais, ambientais e fiscais. Através da UNAC, as organizações de produtores florestais do espaço mediterrânico definem posições comuns sobre temas estratégicos e transversais, desenvolvendo contributos e participações válidas, construtivas e tecnicamente fundamentadas. Tem uma área territorial de influência de dois milhões de hectares.

cortica

II Conferência "A Fileira da Cortiça - Inovação, Promoção e Competitividade" - 14 de Maio de 2009, Auditório Municipal de Vendas Novas.
Organizado pela Câmara Municipal de Vendas Novas e pela UNAC – União da Floresta Mediterrânica.

NOTAS PARA OS EDITORES - A UNAC – União da Floresta Mediterrânica representa os interesses dos produtores florestais do espaço mediterrânico português junto das instituições nacionais e europeias, através de uma estratégia de intervenção de cariz técnico-político. Acompanha e analisa todos os processos e iniciativas com relevância e interesse para os seus associados, como é o caso das políticas rurais, florestais, ambientais e fiscais. Através da UNAC, as organizações de produtores florestais do espaço mediterrânico definem posições comuns sobre temas estratégicos e transversais, desenvolvendo contributos e participações válidas, construtivas e tecnicamente fundamentadas. Tem uma área territorial de influência de dois milhões de hectares.

© 2018 UNAC. All Rights Reserved. Powered By Agri-Ciência

Search