NOTÍCIAS

Contributos da UNAC na discussão pública da componente Florestas no Plano de Recuperação e Resiliência

A UNAC tinha proposto na análise ao Plano Costa e Silva que o esforço dedicado às florestas fosse direcionado a quatro vertentes:

  • Faixas Estratégicas de Gestão
  • Reforço do Regadio
  • Programa Conhecimento
  • Programa de Divulgação/Extensão

Deixando de fora o regadio, mas fazendo já uma nota de enfâse na referência que a componente 8 - Florestas faz à importância da multifuncionalidade, onde os sistemas agro-florestais e o regadio são os dois pilares estruturantes da resiliência do mosaico rural que integra a floresta. É com esperança que vemos o espírito das nossas preocupações vertidas na letra do Plano de Recuperação e Resiliência.

O direcionar das componentes de obra destes investimentos a uma intervenção de urgência nos territórios mais vulneráveis em termos de risco de incêndio, no Centro Interior e no Algarve, é totalmente justificável e de enorme urgência e necessidade.

No entanto, a mesma terá de ser complementada por instrumentos de política que no próximo quadro de programação garantam que o PEPAC assegura que outras debilidades estruturais dos espaços florestais, nomeadamente a perda de produtividade e o risco de pragas e doenças, não ficam em segundo plano.

Leia a notícia na íntegra aqui. Consulte ainda a apresentação aqui.

© 2018 UNAC. All Rights Reserved. Powered By Agri-Ciência
Image

Search